GERAR participa de simulado em alusão a tragédia acontecida em 2008

Aconteceu no último dia 21 de novembro o simulado organizado pela Defesa Civil que lembrou o acontecido em Jaraguá do Sul e região em novembro de 2008, quando uma das maiores tragédias de origem natural assustou a toda população.

Para que as equipes de emergências estejam sempre o mais preparadas possível, houve essa simulação que refletiu o ocorrido naquele ano para que as agências que atuam nesse tipo de situação pudessem testar e aprimorar suas técnicas bem como seus limites para operações reais. Este exercício contou com a participação de vários órgãos do município e do estado, onde um dos objetivos era promover a contínua integração entre todos, cada um dentro do seu papel, complementando o serviço um do outro para que a população esteja melhor assistida possível em situações como esta.

A equipe do GERAR iniciou a mobilização ainda na noite anterior, quando os integrantes que estariam disponíveis para atuar no dia seguinte, foram acionados e marcado o horário de encontro na sede para preparação dos equipamentos necessários. Especificamente, o GERAR atuou no BREC simulado onde encontravam-se cerca de 20 vítimas soterradas e embaixo de escombros, o que requeria muita perícia dos operadores para que não houvesse danos maiores às vítimas do que as já sofridas com o próprio colapso das estruturas e do terreno. No entanto, o maior desafio foi vencer a sí próprio, numa luta constante entre necessidade x resistência, pois esta é uma operação que requer muito esforço físico e delicadeza dos envolvidos, no menor tempo possível, já que nos primeiro minutos após o acontecido as chances de encontrar pessoas ainda com vida são maiores.

Felizmente a situação era apenas simulada, no entanto as equipes trabalhavam com a mesma seriedade imposta em uma condição real.

O coordenados da equipe do GERAR na operação, salientou a importância deste tipo de exercício, na qual integra as diversas agências de resposta, bem como esse entrosamento gera confiança entre as equipes para o momento em que o desastre acontece, melhorando significativamente a qualidade do atendimento à população afetada.

 

GERAR auxilia na busca por feminina desaparecida

Foi de grande repercussão no município de Jaraguá do Sul a informação do desaparecimento de Luciane Vieira Kochela. Desde a última terça feira, dia 06 de novembro de 2018, foram iniciadas buscas no rio Itapocu, já que todas as evidências apontavam para um provável suicídio, tendo em vista um histórico depressivo e sinais de que a feminina havia adentrado no rio.
No entanto, sem sinais evidentes do paradeiro da mesma, a área de busca se tornava muito grande para apenas uma equipe dos bombeiros realizar. Assim, os bombeiros voluntários de Jaraguá do Sul, no dia 07 de novembro de 2018, por volta das 19h, solicitaram apoio do GERAR para auxiliar nesta busca.

Por volta das 06h da manhã de hoje, a equipe do GERAR se reuniu na sede para equipar-se e deslocar até o ponto onde as buscas estavam concentradas. O  GERAR ficou encarregado de realizar buscas em toda a margem do rio, incluindo a mata nas proximidades, eliminando assim qualquer hipótese da feminina ser encontrada em terra firme, podendo concentrar as buscas apenas no meio aquático.

Encerrado a varredura em terra pela equipe do GERAR, por volta das 12h de hoje, todos os esforços se concentraram para as buscas na água, na qual resultou exitosa na localização do corpo.

Trabalharam nas buscas equipes dos Bombeiros Voluntários de Jaraguá do Sul e Guaramirim, Kentucky Clube de canoagem e GERAR com o apoio da PMSC, IGP e PC.

Algumas imagens a seguir ilustram a manhã de buscas.