GERAR presta apoio à Defesa Civil de Jaraguá do Sul

Após uma sexta feita (30 de novembro) de muita chuva e com inúmeros pontos de alagamentos e Jaraguá do Sul, as 11 horas de sábado (01 de dezembro) GVBS GERAR foi acionado para apoio a Defesa Civil, para rompimento da estrutura que colapsou e vindo a obstruir um ribeirão no bairro Czerniewicz.

Participaram deste apoio 6 resgatistas do GVBS GERAR, sendo 5 (cinco) alunos que estão em fase final no curso de formação e 1 (um) operacional e acompanhou e auxiliou o trabalho em campo e ainda contamos com auxílio de 1 (um) operacional da SAMAE, foram 4 horas de atividades até a conclusão de toda limpeza do ribeirão.

Também vale salientar que o auxílio da comunidade foi fundamental para conclusão do trabalho.

Confira a matéria no site da prefeitura clicando aqui.

 

GERAR participa de simulado em alusão a tragédia acontecida em 2008

Aconteceu no último dia 21 de novembro o simulado organizado pela Defesa Civil que lembrou o acontecido em Jaraguá do Sul e região em novembro de 2008, quando uma das maiores tragédias de origem natural assustou a toda população.

Para que as equipes de emergências estejam sempre o mais preparadas possível, houve essa simulação que refletiu o ocorrido naquele ano para que as agências que atuam nesse tipo de situação pudessem testar e aprimorar suas técnicas bem como seus limites para operações reais. Este exercício contou com a participação de vários órgãos do município e do estado, onde um dos objetivos era promover a contínua integração entre todos, cada um dentro do seu papel, complementando o serviço um do outro para que a população esteja melhor assistida possível em situações como esta.

A equipe do GERAR iniciou a mobilização ainda na noite anterior, quando os integrantes que estariam disponíveis para atuar no dia seguinte, foram acionados e marcado o horário de encontro na sede para preparação dos equipamentos necessários. Especificamente, o GERAR atuou no BREC simulado onde encontravam-se cerca de 20 vítimas soterradas e embaixo de escombros, o que requeria muita perícia dos operadores para que não houvesse danos maiores às vítimas do que as já sofridas com o próprio colapso das estruturas e do terreno. No entanto, o maior desafio foi vencer a sí próprio, numa luta constante entre necessidade x resistência, pois esta é uma operação que requer muito esforço físico e delicadeza dos envolvidos, no menor tempo possível, já que nos primeiro minutos após o acontecido as chances de encontrar pessoas ainda com vida são maiores.

Felizmente a situação era apenas simulada, no entanto as equipes trabalhavam com a mesma seriedade imposta em uma condição real.

O coordenados da equipe do GERAR na operação, salientou a importância deste tipo de exercício, na qual integra as diversas agências de resposta, bem como esse entrosamento gera confiança entre as equipes para o momento em que o desastre acontece, melhorando significativamente a qualidade do atendimento à população afetada.